Visitas

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

EVENTO: 8º OKINAWA FESTIVAL

DATA: 21 E 22 de Agosto de 2010

LOCAL: Clube Escola Vila Manchester
Pça. Haroldo Daltro, S/N – Vila Carrão.


Neste mês de Agosto, a Associação Okinawa de Vila Carrão, em parceria com a Prefeitura de São Paulo e a SP Turismo, está promovendo a oitava edição do Okinawa Festival.

O festival que nasceu para integrar a colônia nipo-brasileira da província de Okinawa com os moradores da região, cresceu e figura hoje como um dos maiores eventos promovidos pela colônia japonesa na cidade de São Paulo, fazendo parte do Calendário Oficial de Eventos do Município.

Nesta edição de 2010, o evento terá dois dias de duração. Um leque de programação foi elaborado para divulgar o que há de melhor da cultura da ilha de Okinawa para todos os participantes e convidados. Estão programadas apresentações de Radio Taisô – a ginástica rítmica japonesa, gupos de Godo Ensô – música clássica okinawana, grupos de Minyô – músicas folclóricas okinawana, grupos de Karatê e Kobudô, Dança do Leão Shi-shi-mai e vários números de Bom Odori Eissá – dança em que o público é convidado a participar.

Shows e apresentações de artistas da colônia nipo-brasileira farão parte do festival, com destaque para Yudi – apresentador de programas infantis do SBT e Mário Kamia - mágico da televisão. O alto astral é dominante nos números de Taikô – Tambores de Okinawa, sempre a atração principal do evento, onde centenas de jovens e crianças tocam seus tambores e dançam coreografias vibrantes que trazem um colorido especial ao festival.

A área de alimentação é sempre o grande chamariz do evento. Toda gastronomia okinawana está presente junto com os espetinhos, lanches, salgados e doces. As barracas que servem o “Okinawa sobá” e a sopa de “rijyá”, preparada a base de cabrito, sempre lotadas, são tão procuradas como as barracas de sanduíches de pernil e de yakissoba. A variedade é farta em várias barracas de alimentos que circundam o evento.

No censo deste ano deveremos ter um número mais aproximado, mas a previsão é de que 1.500.000 de brasileiros fazem parte da colônia japonesa, denominada nikkeis. Os okinawanos contribuem com dez por cento desse contingente, que atualmente na sua quarta geração, preparam com muito esmero “o melhor de Okinawa, na Vila Carrão”.

Um quilo de alimento não perecível é solicitado na entrada como “um preço simbólico de ingresso ao festival”, que será revertido para entidades beneficentes da região.

2 comentários:

Judite Martins disse...

Olá,
adorei seu blog, parabens!!!!
Me visite no jud-artes.
Abraço,
Judite

Judite Martins disse...

Estou seguindo.
judite